quarta-feira, 20 de setembro de 2017

A Cabana


Livro: A Cabana
Autor: Willian P. Young
Ano: 2008
Páginas: 163
Editora: Sextante





 

Sinopse: “Esta história deve ser lida como se fosse uma oração – a melhor forma de oração, cheia de ternura, amor, transparência e surpresas. Se você tiver que escolher apenas um livro de ficção para ler este ano, leia A cabana.” - Michael W. Smith

Publicado nos Estados Unidos por uma editora pequena, A cabana se revelou um desses livros raros que, através do entusiasmo e da indicação dos leitores, se torna um fenômeno de público – já são quase dois milhões de exemplares vendidos – e de imprensa.

Durante uma viagem de fim de semana, a filha mais nova de Mack Allen Phillips é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada.

Após quatro anos vivendo numa tristeza profunda causada pela culpa e pela saudade da menina, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia.

Apesar de desconfiado, ele vai ao local do crime numa tarde de inverno e adentra passo a passo no cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre.

Em um mundo tão cruel e injusto, A cabana levanta um questionamento atemporal: Se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar o nosso sofrimento?

As respostas que Mack encontra vão surpreender você e podem transformar sua vida de forma tão profunda quanto transformou a dele. Você vai querer partilhar este livro com todas as pessoas que ama.


Resenha:

O livro traz a história de um homem chamado Mackenzie Allen Philip que tem sua filha casula sequestrada e morta por uma assassino de criancinhas, quando resolve proporcionar um final de semana alegre e feliz ao seus filhos passeando em um acampamento com todos menos Nan sua esposa, mas ao contrário esse se torna o pior final de semana da sua vida.

Mas antes disso tudo acontecer  Mack assim chamado por seus amigos e conhecidos mais próximos, recebe um convite meio que estranho para se encontrar com Papai, no começo ele fica meio irritado pois vem logo em sua mente senas da sua infância onde teve grandes traumas com seu genitor que agredia sua mãe após alguns porres, o qual foi envenenado por Mack seu filho logo após ter sido castigado por ter confessado seu sofrimento a um padre amigo do seu pai. .


Após alguns anos de muito sofrimento carregando a Grande Tristeza como sua companheira e sem a companhia da sua amada filhinha, Mack se recorda da carta que recebera a algum tempo e resolve parti em uma jornada ao encontro de Papai que estaria o aguardando no mesmo local onde a pequena Missy teria sido assassinada brutalmente por um homem muito cruel.

Chagando a Cabana Mack da de cara com a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espirito Santo) onde manteve diálogos e reconciliamentos com sigo mesmo e com as pessoas as quais ele odiava.

No começo ele culpava Deus por não ter protegido sua pequena e inocente Missy e o julgava por pensar que Ele só teria permitido tudo isso para que fosse pago tudo que Mack teria feito com seu pai na sua infância, pensava ele ser uma vingança divina.

Por fim, a história se torna um pouco triste na metade do caminho mas logo percebemos o quanto ela nos inspira a sermos melhores uns com os outros, nos ensina a perdoar e acreditar muito mais que existe um Deus que nos guarda e que nos consola nos nossos piores momentos, mas também nos mostra que Deus não precisa ferir para que seja cumprido um propósito mas Ele usa a dor para se fazer presente em nossas vidas e nos consolar.







Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário